As Regiões Queijeiras de Minas Gerais

October 14, 2016

O queijo artesanal de Minas Gerais apresenta forte apelo histórico, cultural, econômico e social. É feito a partir do leite cru, com influência direta das condições agrogeológicas e edafoclimáticas, somadas ao saber-fazer das famílias locais, que, desde o início das ocupações territoriais, viam na fabricação do queijo uma alternativa segura de renda e sobrevivência no meio rural. O governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), visando a manutenção da tradição e a promoção da qualidade sanitária dos queijos, criou o Programa de Melhoria do Queijo Minas Artesanal. A Emater–MG, como empresa do governo de Minas, é uma das responsáveis pela execução desse Programa, realizando as seguintes atividades:

 

• qualificação e treinamento de produtores rurais e de extensionistas;

• organização dos produtores rurais nas suas comunidades;

• melhoria no processo de produção dos queijos;

• padronização dos produtos;

• melhoria na apresentação e nas embalagens do produto;

• incentivos no processo de comercialização.

 

Araxá

 

 

Na Região de Araxá, a produção do Queijo Minas Artesanal é uma tradição de mais de duzentos anos. As características de solo, vegetação e clima existentes permitem a produção de um alimento único, diferenciado e que faz parte do hábito alimentar dos seus habitantes. A Região de Araxá está representada conforme o mapa abaixo:

 

 

 

Campos das Vertentes

 

 

A Região dos Campos das Vertentes se faz famosa não só por suas belezas naturais, mas também pela sua culinária típica mineira, na qual se destaca o famoso Queijo Minas Artesanal. O processo de fabricação desse queijo se mantém fiel ao modo de fazer dos primeiros moradores dessa região, que descobriram nele uma fonte de renda segura para a produção do leite e valorização da sua cultura. A Região do Campos das Vertentes está representada conforme o mapa abaixo:

 

 

 

 

Canastra

 

 

A Região da Serra da Canastra é a mais conhecida como produtora do Queijo Minas Artesanal. Esta fama ultrapassa as fronteiras do Estado e com muita justiça. Além de produzir um queijo diferenciado, feito a partir de leite cru e com sabor inconfundível, essa região ainda possui belezas naturais, com montanhas e chapadões de uma natureza exuberante, gerando um microclima único e característico. A Região da Serra da Canastra está representada conforme o mapa abaixo:

 

 

 

 

Cerrado

 

 

Na Região do Cerrado, apesar da grande extensão geográfica, o Queijo Minas Artesanal é feito do modo tradicional em todos os municípios caracterizados. A região possui várias particularidades naturais, com influência direta das condições físico-ambientais, somadas aos aspectos sociais, culturais e econômicos, que dão o sabor característico do queijo tão apreciado pelos consumidores. A Região do Cerrado está representada conforme o mapa abaixo:

 

 

 

 

Serra do Salitre

 

 

Na Região da Serra do Salitre, a produção do Queijo Minas Artesanal é feita de modo tradicional, respeitando os valores sociais, culturais e ambientais das famílias envolvidas. Sua história vive na memória de antigos moradores, que buscam no passado a melhor maneira de fazer o queijo e comercializar com orgulho o seu produto. A Região da Serra do Salitre está localizada no mapa abaixo:

 

 

 

Serro

 

 

O Queijo Minas Artesanal do Serro é fabricado até hoje com o mesmo processo utilizado pelos antepassados, visando manter as mesmas características de sabor e identidade que sempre lhe foram peculiares. Sua ligeira acidez é típica, produzida por bactérias encontradas ao longo da Serra do Espinhaço. E não é por acaso que este processo de produção é reconhecido como um bem patrimonial cultural imaterial de Minas Gerais. A Região do Serro está representada conforme o mapa abaixo:

 

 

 

 

Triângulo Mineiro

 

 

O Triângulo Mineiro é uma das regiões mais ricas do Estado. Sua privilegiada localização, equidistante dos grandes centros, a fertilidade do solo, a quantidade e qualidade da água e o clima ameno tornaram a região muito propícia ao desenvolvimento da agropecuária. A fabricação do Queijo Minas Artesanal se consolidou na região como uma atividade cultural tipicamente mineira, sendo este processo difundido de pai para filho até o tempo presente. A Região do Triângulo Mineiro na produção do Queijo Minas Artesanal está representada conforme o mapa abaixo:

 

 

 

Autores:

 

Laticinista

Marciana de Souza Lima

 

Pedagoga

Marinalva Olívia Martins Soares

 

Médico Veterinário

Elmer Ferreira Luiz de Almeida

 

Departamento Técnico da EMATER–MG

 

Mapas:

Engenheira Agrônoma Ana Cláudia M. P. Albanez

 

Fotos: Alexandre Soares/Arquivo EMATER–MG

 

Março de 2016
 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Instagram ícone social